Powered by Rock Convert

Todo final de bimestre, a situação se repete: com um certo constrangimento, o seu filho lhe entrega o boletim e você, logo de cara, repara que há uma ou mais notas baixas.

Antes de se desesperar e descontar sua raiva sob a criança ou adolescente, é importante ter em mente que um desempenho insatisfatório nem sempre é culpa do estudante.

Em outras palavras, ter alcançado uma média ruim não necessariamente está associado a falta de esforço, embora essa possa ser uma das possíveis causas. Nessa hora, é natural que você se pergunte: qual a melhor atitude a tomar?

Esteja certo que contornar essa situação não é uma responsabilidade exclusiva da escola. Sob a orientação da equipe pedagógica, a família também exerce um importante papel nesse processo.

Mas como melhorar o rendimento escolar de seu filho? Neste post, nós daremos algumas dicas valiosas para tornar o processo de aprendizagem mais atraente, resgatando, portanto, o seu prazer em estudar!

1. Demonstre interesse pelo dia a dia escolar

Todo estudante se sente mais valorizado quando percebe que suas atividades interessam ao restante da família. Por isso, é recomendável que você separe um momento do seu dia para conversar com a criança sobre o que de mais importante aconteceu na escola.

Questione o pequeno aprendiz sobre suas descobertas. No decorrer do diálogo, estimule-o a se expressar. Quando ele demonstrar insegurança ou fragilidade, é importante que você se torne o seu porto seguro. Independente das dificuldades que ele possa a vir a enfrentar, o seu dever apoiá-lo.

Na mesma linha, reserve um espaço na sua agenda para comparecer as atividades realizadas no colégio, ainda que, num primeiro momento, esse compromisso não lhe pareça atrativo.

Considere o orgulho que seu filho sentirá ao vê-lo na plateia do teatro de fim de ano, por exemplo. Em suma, não deixe para ir ao colégio apenas quando um problema aparece: aproveite essas oportunidades para estreitar os laços com a equipe pedagógica.

2. Em casa, crie uma rotina com os deveres

O desinteresse da criança por uma ou mais matérias também podem ser um reflexo de pais muito ausentes ou que não impõem limites aos seus herdeiros. Nesses casos, o estudante sabe que dificilmente sofrerá consequências por seu comportamento desleixado.

Em contrapartida, recomenda-se que o seu filho seja habituado com as responsabilidades escolares também dentro de casa. Determine um período do dia no qual ele tenha que se dedicar exclusivamente aos deveres, preferencialmente limitando o acesso às distrações.

Sempre que possível, o ideal é que você se envolva diretamente com esse momento, ajudando-o a fazer os exercícios. Se dominar o conteúdo, nada impede que você tire as dúvidas que possam surgir. Mas não faça a tarefa pela criança: apenas oriente-a para que ela chegue a resposta.

3. Incentive o hábito da leitura

A família é a principal referência para a criança. Por isso, é natural que ela reproduza na escola e demais ambientes sociais os comportamentos que aprende em casa.

Portanto, a lógica é simples: se você deseja que seu filho cultive bons hábitos, dê o exemplo. Para aguçar a imaginação dos pequenos, leia com eles e para eles, tendo o cuidado de escolher as obras mais adequadas a cada faixa etária.

Para os menores, é recomendável que o livro contenha várias ilustrações, extremamente coloridas. Nessa fase, o aspecto visual transforma-se em um importante atrativo, capaz de transportar a criança para o universo do faz de conta.

Com o passar dos anos, nota-se um equilíbrio maior entre texto e figuras. A missão de encantar um jovem passa a ser prioritariamente da história, o que explica o sucesso das sagas de aventura entre os adolescentes. Visitar bibliotecas periodicamente também é uma ótima ideia.

4. Contrate um reforço escolar

Se você está interessado em como melhorar o rendimento escolar de seu filho, é importante que investigue as causas do mau desempenho: por vezes, notas baixas evidenciam uma dificuldade de compreensão.

Para os casos em que surge uma possível incompatibilidade entre o ritmo de aprendizagem do aluno e a metodologia de ensino adotada pela escola, a contratação de aulas de reforço pode trazer excelentes resultados.

Via de regra, esses serviços recorrem a uma maneira diferenciada para explorar o conteúdo, flertando com o universo lúdico e também com as novas tecnologias, já que as videoaulas se firmam como um dos principais recursos.

Com uma atenção individualizada, a criança fica livre para assimilar os conceitos em seu próprio ritmo. Dada a quantidade de alunos de uma sala de aula convencional, o professor nem sempre consegue apostar em práticas diferenciadas.

5. Ajude seu filho a perceber como o conteúdo é útil

Há casos em que a resistência do aluno a uma determinada matéria pode ser quebrada no instante em que ele redescobre o quanto o domínio deste conteúdo pode ser útil em seu dia-a-dia.

Com a ajuda da equipe pedagógica da escola, introduza os temas discutidos em sala no seu cotidiano. O aprendizado da matemática, por exemplo, pode ficar mais divertido com o auxílio de um tabuleiro de xadrez.

A série favorita pode ser o gancho necessário para que ele passe a compreender melhor os conceitos de Física e Química, já que muitas dessas ficções tratam, por exemplo, de viagens no tempo. Já para quem quer fazer um passeio pela nossa história, produções cinematográficas podem ser uma boa pedida.

6. Incentive-o a aprender um novo idioma

Por fim, os inúmeros benefícios decorrentes do aprendizado de uma língua estrangeira não poderiam ficar de fora. O contato com um novo idioma eleva os níveis de atenção, ao mesmo tempo em que estimula a capacidade intelectual. Nesse contexto, um dos mais procurados pelos pais é o inglês.

Quanto antes essa janela para o conhecimento for aberta, mais significativos serão os resultados. Isso porque a criança passa a perceber o mundo de uma maneira diferente, facilitando, inclusive, o domínio sobre o português.

No dia a dia, ela conseguirá entender o que diz a letra de sua canção favorita. Também poderá assistir a um filme sem legendas. Além do mais, esse é um excelente exercício para o cérebro e uma oportunidade para conhecer melhor a cultura americana.

Para todos os pais que querem saber como melhorar o rendimento escolar de seu filho esperamos que nossas sugestões tenham sido úteis. Se você já passou por essa situação e tem alguma outra ideia, compartilhe conosco a sua experiência. Deixe seu comentário no post!

Powered by Rock Convert