Powered by Rock Convert

Sabemos que a sua vida é parecida com a de boa parte das pessoas: agitada. Também temos ciência de, justamente por isso, é difícil realizar atividades com os seus filhos e fazer que eles tenham uma boa infância.

Você já pensou em aproveitar o Dia das Bruxas como se fosse um Halloween nos Estados Unidos? Para isso, basta entrar no clima, envolver a família e aproveitar para estar ao lado dos pequenos em uma grande folia.

A ideia deste post é mostrar como ele é comemorado nos Estados Unidos, sua origem, suas tradições e seus significados. Continue a leitura e aproveite a magia!

Conheça a origem do Halloween

Você encontrará muitas hipóteses a respeito de como surgiu a data. Um delas é a de que ela foi concebida no intervalo entre os anos 600 a.C. e 800 d.C. Isso pelo fato de se comemorar, de acordo com um calendário celta irlandês, um festival que assinalava o final do verão.

Outra versão diz que ele surge de 2 origens, uma católica e outra pagã. Veja:

  • origem católica: na 1ª versão, a Igreja, que celebrava em 13 de maio o Dia de Todos os Santos, passou a fazer isso, acatando uma determinação do Papa Gregório, no dia 1º de novembro (dedicado à capela de Todos os Santos). Acontece que, no dia 31 de outubro, véspera da comemoração, ocorria uma vigília denominada All Hallow’s Eve, ou seja, a Vigília de Todos os Santos. Essa expressão foi sendo transformada com o passar do tempo até originar a palavra Halloween;

  • origem pagã: a 2ª origem vem de uma festividade pagã celta, conhecida como Samhain, realizada ao final da última colheita anual. Nessa celebração, os celtas trajavam um vestuário constituído de roupas horrendas e assustadoras, no intuito de afastar os mortos. Esse povo acreditava que os espíritos dos falecidos voltavam para possuí-los e arrasar a colheita.

Saiba como é a festa nos Estados Unidos

O Halloween caminha, aos poucos, para o hall da fama e para a conquista de muitos adeptos no Brasil. Entretanto, nos Estados Unidos, a expectativa para a chegada desse dia é extraordinária. Os estadunidenses adoram encher suas casas e seus estabelecimentos comerciais com enfeites relacionados à data.

Para eles, esse momento é uma festa que deve ser curtida por todos, independentemente da idade. Eles promovem encontros com amigos e familiares. A grande atração para a meninada é sair para as ruas fantasiada e pedindo guloseimas de residência em residência.

O Canadá, a Escócia, a Inglaterra e a Irlanda também festejam o dia.

Entenda as tradições do Halloween nos Estados Unidos

Ao que parece, em 1845, com a imigração de irlandeses, é que o Halloween chegou aos Estados Unidos, junto com tantas histórias e tradições da Irlanda. É nos EUA que a abóbora e as “doçuras ou travessuras” foram incorporados aos festejos.

O hábito de vestir fantasias e assustar pessoas, segundo a história, veio do ator e diretor americano Orson Welles. Depois de ler em uma rádio, em 30 de outubro de 1938, a obra Guerra dos Mundos, de H.G.Wells (que causou pânico na população), o locutor explicou aos ouvintes que era uma brincadeira, como se alguém, com um lençol, imitasse um fantasma para aterrorizar os outros.

Confira, a seguir, as principais tradições do Halloween:

A abóbora

Ela está cercada por um ritual de compra, retirada do seu miolo, escultura de um rosto amedrontador e, à noite, ao acendimento de uma vela no seu interior.

Concursos que elegem a hortaliça mais medonha ou criativa e exposições com o fruto da aboboreira se espalham por todo o território.

A abóbora do Halloween é chamada de Jack-o’-lantern. Conforme a lenda irlandesa, um bêbado chamado Jack foi visitado pelo demônio no dia 31 de outubro, e foi avisado que a sua alma seria levada. O homem iludiu o diabo e viveu um ano mais.

Todavia, após a morte, o céu e o inferno o rejeitaram. Mesmo assim, o demônio deu a ele uma brasa para clarear seus passos na eternidade. Jack, então, esculpiu um nabo, colocou a brasa dentro, espetou-o em uma estaca e seguiu seu caminho.

As bruxas

As bruxas, antes de ganharem um dia todinho delas, aparecem pela 1ª vez na Idade Média. Naquela época, políticos e religiosos castigavam e martirizavam pessoas que se diziam curandeiros ou feiticeiros. Elas eram julgadas pela Inquisição, que as denominavam de bruxos e bruxas e eram queimadas em fogueiras.

No Halloween nos Estados Unidos, as bruxas se reúnem para um festim no qual o anfitrião é nada mais, nada menos do que o diabo. Dizem que elas comparecem voando em vassouras e adoram lançar feitiços a torto e a direito.

Essa crença se espalhou pelos EUA durante o período de colonização. Dizem que basta usar a roupa pelo avesso e andar de costas nessa noite para encontrá-las. Que tal experimentar?

As doçuras e as travessuras

Essa é a principal brincadeira do Dia das Bruxas. Crianças e adultos, depois de horripilantemente fantasiados, batem à porta das casas perguntando “doçuras ou travessuras?”. O recomendável é que a pessoa, ao atender, tenha gostosuras para oferecer. Caso contrário, terá que pagar uma prenda.

A brincadeira original é chamada de souling (da palavra soul, “alma” em inglês). A história explica que ela começou no século IX, na Europa. No dia 2 de novembro, Dia de Mortos para os cristãos, os religiosos pediam soul cakes (bolos de alma, em tradução livre), pequenos quadrados de pão com groselha.

A cada bolo conquistado, a pessoa orava por um parente morto do doador para que a alma dele não ficasse vagando e fosse para o céu.

A festividade no Brasil está se popularizando gradativamente e pode conquistar a atenção dos brasileiros, assim como o Halloween nos Estados Unidos conquistou a dos americanos.

É comum encontrar lojas que comercializam fantasias e artigos decorativos para a época. Aproveite esse momento para se divertir com o seu pimpolho. Invente fantasias e saia pela rua com ele.

Você gostou deste post? Para saber mais sobre esse e outros assuntos, é só curtir a nossa página no Facebook.

Powered by Rock Convert