Uma forma poderosa de complementar seus estudos e desenvolver diversas habilidades é aprender inglês com música — algo comprovado cientificamente. A música é uma ferramenta que agrega vários efeitos positivos para a aprendizagem, pois permite que você tenha contato com o idioma fora da sala de aula, em qualquer lugar, desde que tenha um dispositivo para ouvir e um fone.

Para lhe ajudar, vamos apresentar 5 dicas para que você consiga estudar da maneira correta e obter melhores resultados com essa prática. Continue a leitura!

Quais os efeitos da música no aprendizado?

Ao utilizar a música como ferramenta de estudos, você se habitua às nuances da língua, à entonação e amplia seu vocabulário. Assim, você se familiariza com a pronúncia e melhora o entendimento da gramática e das estruturas da língua de maneira prática, o que facilitará a compreensão de textos mais complexos e a própria ortografia mais adiante.

Um dos aspectos mais legais de aprender inglês com música é que as letras, muitas vezes, trazem narrativas de um acontecimento ou contam uma história, normalmente usando uma linguagem coloquial. Com isso, você acaba descobrindo uma infinidade de expressões que você vai usar frequentemente.

Além disso, ao ouvir suas canções preferidas você tem a oportunidade de conhecer aspectos culturais de diferentes regiões do mundo onde a língua é falada. Conforme a origem dos artistas, os textos trazem vocabulários específicos, como gírias e regionalismos, e diferentes sotaques.

Como os seres humanos têm uma forte relação emocional com a música, o aprendizado é consolidado de maneira muito mais orgânica. Além disso, ao gostar muito de uma canção, certamente você tem vontade de conhecer mais o trabalho do artista e acaba ampliando seu repertório. E isso é ótimo para o desenvolvimento das habilidades no idioma.

Como aprender inglês com música?

Vimos que a música pode exercer um papel importante no processo de aprendizagem. Agora, mostraremos algumas dicas para você praticar. Acompanhe:

1. Escolha músicas estimulantes

O primeiro passo para aprender inglês com música é escolher um repertório que lhe seja agradável aos ouvidos e faça você ter vontade de escutar. Assim, você terá maior prazer em praticar o idioma.

Monte seu set list com canções cujos cantores tenham uma pronúncia clara e fácil de entender. Além disso, atente-se ao texto. Se você ainda está no nível de inglês iniciante, procure músicas com frases um pouco mais curtas e fáceis de reproduzir. Deixe textos mais complexos para quando estiver num estágio mais avançado ou, pelo menos, se sentir à vontade para explorar “territórios desconhecidos”.

2. Estude as letras sem o som

Definido o seu repertório, pegue as letras e familiarize-se com a escrita dos textos. Basta entrar num dos diversos sites de lyrics (tanto em português como em outros idiomas) e baixar as letras que desejar. Se tiver tempo, também é bom escrevê-las à mão em um papel para se familiarizar mais com a ortografia.

Observe quais são as palavras que você não conhece em cada letra e busque seu significado. Também atente-se à pronúncia delas. Para facilitar esse trabalho, recorra aos dicionários online. Sugerimos dois que apresentam vários exemplos do uso de cada palavra:

Em vez de simplesmente traduzir as palavras isoladamente, veja sempre o contexto em que elas estão inseridas. Dessa forma, sua compreensão do texto fica mais fluida e você diminui o risco de utilizar indevidamente algum vocábulo.

Assim que tiver entendido a história, leia em voz alta a letra completa algumas vezes, observando a escrita de cada palavra, até você se acostumar com a grafia. Em seguida, faça o mesmo com a música, conforme explicaremos a seguir.

3. Ouça lendo o texto várias vezes

Agora começa a parte mais divertida. Uma vez que você já entende o que o texto quer dizer e conhece a pronúncia de cada palavra, é hora de ouvir como o cantor pronuncia. Atente-se, sobretudo, às elisões (quando uma palavra é ligada a outra) e às contrações, algo muito comum no inglês (I’m em vez de I am, por exemplo).

Também vale lembrar que numa música a pronúncia pode ser ligeiramente diferente de um diálogo, pois temos de levar em consideração toda a estrutura melódica e rítmica da canção.

Algumas opções musicais feitas pelo compositor podem causar pegadinhas para quem está estudando inglês com música. Uma das mais comuns é o erro de prosódia, que é quando a acentuação natural da palavra está deslocada para uma sílaba mais fraca (como em “ca” em vez de “sa”). Ou, ainda, algumas palavras se estendem mais do que de costume ou acabam sendo abreviadas pela fala.

4. Cante junto

Cantar com a gravação é muito importante porque você aprende a dar clareza à sua pronúncia. Repita quantas vezes puder e onde estiver. Quanto mais você repete, mais seu cérebro vai sendo treinado a dar o comando correto para os músculos da face e da boca, incluindo a língua, para a articulação correta daquelas palavras.

Dessa forma, o idioma deixa de ser um trava-línguas e a habilidade da fluência vai aparecendo. Além disso, ao cantar junto, você também vai aprendendo a melodia. Isso ajuda muito a memorizar o texto e a reter o vocabulário que você acabou de conhecer. Portanto, solte a voz!

5. Memorize

Após cantar lendo o texto, procure memorizar a música para poder cantá-la mesmo sem acompanhar o áudio. Como dizem os músicos, você já se “apropriou da canção”, ou seja, já conhece a melodia e o texto. Agora, sua preocupação é repetir a melodia com bastante liberdade para que aquele texto aprendido se torne o mais familiar possível.

Ao memorizar uma música, você não apenas aprende o que está sendo cantado, mas também automaticamente recorda todo o texto e, de forma espontânea, começa a incluir até mesmo frases inteiras presentes nos versos ao praticar a conversação.

Para que você consiga bons resultados ao estudar um idioma, é necessário ter recursos variados para exercitar. E aprender inglês com música é uma das formas mais divertidas e eficientes. Mas saiba que essa é apenas uma parte do caminho!

Então, continue por aqui: confira 6 dicas incríveis para otimizar os estudos de inglês e dê um salto rumo à tão desejada fluência!